Na tarde deste domingo, 22 de março, Prefeito Edmar Pedro Rovadoschi decretou estado de calamidade pública para enfrentamento da emergência de saúde pública do surto epidêmico de Coronavírus – COVID-19, por tempo indeterminado.

Estão proibidas as atividades e os serviços privados não essenciais e o fechamento dos estabelecimentos comerciais, à exceção de farmácias, clínicas de atendimento na área da saúde, hospitais, supermercados, agências bancárias, postos de combustíveis limitados ao serviço de abastecimento, oficinas mecânicas, auto elétricas, borracharias, venda de gás, provedores de internet, concessionárias de energia elétrica e telefonia, agropecuárias, restaurantes, lancherias e padarias.

Os restaurantes e lancherias devem trabalhar única e exclusivamente de portas fechadas, em regime de tele entrega e no máximo até às 20:00 horas.

O atendimento na Administração Pública, com exceção da Secretaria de Saúde, a contar do dia 23 de março, será realizado em turno único, das 7h às 13h, ficando suspensas as atividades de atendimento presencial dos serviços, resguardada a manutenção integral dos serviços essenciais previstos neste Decreto.

A orientação é para que cada estabelecimento ou pessoa, busque tomar conhecimento do teor do Decreto de Calamidade Pública e busque se enquadrar a ele, a fiscalização está nas ruas realizando rondas, visando preservar a saúde dos ilopolitanos e conta com a colaboração de todos. Reforçando que as medidas descritas no Decreto são por tempo indeterminado.

Em caso de dúvidas sobre COVID-19 (coronavírus), entrar em contato pelo Telefone 150 ou na Vigilância Epidemiológica Municipal pelos números (51) 3774-1152 ou (51) 996790020.

 

Confira o Decreto na íntegra, clicando aqui.