Comunidade participou das atividades no Ginásio Municipal

A chuva do último sábado, dia 5, não impediu que centenas de pessoas prestigiassem a mais uma Feira de Jovens Empreendedores Pequenos Passos realizada no Ginásio Municipal Girolamo Sanson. Desenvolvido há cinco anos no município, o projeto conta com o suporte da Secretaria de Educação e integra o Programa Nacional de Educação Empreendedora do Sebrae.

Na ocasião, os alunos das escolas Emafa e Princesa Isabel aproveitaram a oportunidade para comercializar os produtos desenvolvidos ao longo do ano no projeto. Sachês perfumados, temperos, brinquedos, artesanato sustentável, entre outros, foram alguns dos produtos oferecidos para a comunidade. Criatividade, inovação e aprendizado puderam ser observados em cada banca.

Durante a abertura do evento, o representante do Sebrae, Altemir Bernardes falou da satisfação de estar em Ilópolis, e se mostrou maravilhado com o projeto. “Vocês todos estão fazendo a diferença no empreendedorismo. O projeto é aplicado no Rio Grande do Sul e está no sexto ano. Ilópolis é uma das primeiras cidades do Estado a participar da iniciativa. É um projeto que busca trabalhar nos estudantes comportamentos empreendedores que farão a diferença no futuro e no mercado de trabalho”.

A secretária de Educação, Sandra Maria Faion Forti, enalteceu o comprometimento dos alunos envolvidos no projeto, assim como o apoio dos pais que tem um papel fundamental de desenvolvimento de toda essa prática. “Ao longo de três anos de acompanhamento do projeto, nós temos enaltecido o caráter empreendedor e de explosão de criatividade, iniciativa e comprometimento desenvolvidos. Estamos semeando consciências para um mundo melhor para todos”, ressaltou.

O prefeito Edmar Rovadoschi destacou a importância do projeto que já ocorre há cinco anos. Queremos valorizar a todos que se dedicam, principalmente aos pais que dão todo o apoio. Para a escola funcionar esse comprometimento por parte da família é importante. Ela não funciona sozinha é preciso a união de todos para que a educação se fortaleça cada diz mais”.

Após os pronunciamentos, cada turma apresentou seu projeto e ocupou suas bancas para apresentar o produto desenvolvido ao longo dos encontros. A feira é o ponto de culminância do projeto. As atividades iniciaram em maio, com cerca de 10 a 15 encontros. Saõ atendidos alunos do 1º ao 9º ano, com temas específicos para cada turma como aromas naturais, temperos, ecopapelaria, artesanato sustentável, entre outros.

O diretor da Escola Emafa, Marcelo Rabaiolli, a feira foi muito positiva, principalmente pelo grande número de pessoas que prestigiou o evento. A avaliação das turmas será realizada ao longo da semana para definir como o lucro da feira será revertido.